Início » Saiba como evitar contato com mariposa responsável por surto de lesões de pele que provocam coceira

Saiba como evitar contato com mariposa responsável por surto de lesões de pele que provocam coceira

Nesses últimos dias, houve um aumento de casos de lesões na pele causando coceiras e bolhas, registrada na região metropolitana de Recife em Pernambuco. Muitos profissionais da saúde se debruçaram em estudos para descobrir sobre essa doença, até então misteriosa.

As primeiras suspeitas eram de que as inflamações poderiam estar sendo causadas pelo uso indevido da ivermectina, remédio comprovadamente ineficaz contra covid-19, e que passou a ser muito utilizado durante a pandemia. Além disso, alguns médicos chegaram a acreditar que poderia ser um surto de escabiose (sarna), causada por uma espécie de ácaro.

Foi somente nesta quarta-feira (8) que a Sociedade Brasileira de Dermatologia divulgou uma nota explicando, que o surto de coceiras estava sendo causado por mariposas.

“Mariposas do gênero Hylesia reproduzem-se nesta época do ano e causam epidemias de dermatites em vários pontos do país, por penetrar em ambientes domésticos e ao se debaterem contra focos de luz, liberam cerdas corporais minúsculas que penetram profundamente na pele humana e causam a intensa dermatite observada.” Disse Vidal Haddad Junior, integrante da Sociedade Brasileira de Dermatologistas.

Haddad Júnior e sua colega de profissão, a dermatologista Claudia Ferraz, se dividiram em duas áreas de pesquisa. Ferraz foi para as unidades de saúde, avaliar as lesões dos pacientes que chegavam e Vidal foi analisar as amostras que chegaram para ele no laboratório.

“Além da inflamação inicial, descrita na histopatologia como um infiltrado linfocitário, existe a probabilidade de formação de granulomas em fases posteriores. A dermatite permanece por dias e até semanas, devido à permanência das cerdas (“flechettes”) na pele. Estas cerdas podem ser observadas na pele e exames realizados às mostraram com clareza. “ Esclareceu o dermatologista.

“Isso acontece frequentemente nas casas de veraneio na praia e no campo, que ficam fechadas durante boa parte do ano e são reabertas no verão. As pessoas entram nelas e têm contato com uma grande quantidade dessas cerdas, o que causa esse quadro de dermatite”, observa Vidal Haddad.

O que é essa Mariposa ?

Aqui no Brasil existem mais de 50.000 espécies de mariposas e borboletas, uma delas a Hilesya, que ajuda na polinização das flores de todo o país. No seu ciclo de vida, ela passa por desenvolvimento, na condição de um ovo, seguido de larva ou lagarta, passando por pupa e depois se tornando um adulto.

Segundo os Entomólogos brasileiros, as mariposas fêmeas da espécie Hylesia, são as que mais ocasionam esses tipos de contato com os humanos. Ela tem uma cor acinzentada e o corpo com pelos, mais conhecidas como cerdas, em um formato de flechas.

Apesar de ser considerada uma praga da fruticultura. Ela não é um vetor de doenças, a presença de mariposas geralmente causa aumento de casos de dermatite, devido ao contato humano com as cerdas desprendidas do corpo do inseto.

Como os Surtos acontecem ?

De acordo com o dermatologista Haddad Junior, ainda não há motivo plausível para esse surto que acomete várias pessoas em 21 cidades de Pernambuco.Pois para ele, a mariposa existe em todo canto do Brasil, e ainda assim, não acontece em alguns territórios.

“Isso acontece esporadicamente, na época da reprodução dessas mariposas. Isso pode ou não acontecer em qualquer lugar do Brasil. Além disso, esse período de reprodução dura muito tempo. Mas o que pode acontecer é de o contato com as cerdas ocorrer muito tempo depois. Por exemplo, se uma delas posa na cama, mesmo depois de ter voado, se você deita lá em cima, rola o corpo, vai ter contato com os pelinhos”, informou Haddad.

O que acontece quando ela entra em contato com a pele ?

Após a mariposa Hylesia entrar em contato com a pele humana, as cerdas do inseto causam uma lesão, deixando a pele avermelhada (dermatite urticante), fazendo que surja uma imensa vontade de coçar, o que pode fazer com que apareçam bolhas na pele.

“Cada carocinho é uma cerda que penetra na pele. Mas não são todos que inflamam. Pode acontecer de isso ficar até um mês, por aí. São os preços que a gente paga para a natureza, mas não há razão para desespero”, afirmou Vidal Haddad Junior.

O que fazer se tiver contato com uma Mariposa ?

O tratamento é relativamente tranquilo: feito o diagnóstico, o médico prescreve remédios que diminuem a inflamação na pele.
Geralmente, pomadas com corticoides e outros anti-inflamatórios dão conta do recado.

Apesar de ser quase impossível não coçar o local da pele afetado. De início o mais importante a se fazer é lavar o local afetado com água corrente gelada, sem esfregar. Após isso, ir em uma (UBS) unidade básica de saúde, para que o médico possa avaliar, e através do diagnóstico possa prescrever remédios que irá ajudar na desinflamação da pele.

Os profissionais da área da saúde costumam passar para o paciente, pomadas com corticoides e alguns anti-inflamatórios, para aliviar a dor e a inflamação.

Como evitar as mariposas ?

De acordo os autores do relatório, não existem fatores de risco ou formas de prevenir a maioria dos casos de dermatite causada pelas cerdas da mariposa.

“O único cuidado possível é instalar telas de proteção em portas e janelas, mas, mesmo assim, podemos ter contato com o inseto em ambientes externos”, disse Vidal Haddad.

Veja Mais!

Fonte: G1

Compartilhe rápido por aqui:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Encantos do Nordeste

© 2021