Início » Saiba tudo sobre o besouro cascudo

Saiba tudo sobre o besouro cascudo

Você já deve ter se perguntado por que em certas épocas do ano, as cidades, principalmente as do interior, são infestadas por diversos besouros. Em algumas situações eles são inofensivos, mas algumas espécies são capazes de matar toda uma plantação e causar sérias queimaduras, caso entre em contato com a pele humana.

O Euetheola humilis, ou mais conhecido como besouro cascudo, é um inseto invertebrado que faz parte do grupo Coleoptera. Além dele, existem mais de 350 mil espécies, um total de mais de 45% dos insetos catalogados até os dias de hoje.

Esses besouros costumam aparecer no inícios das chuvas, pois faz parte do seu ciclo biológico. Na sua primeira fase ele permanece como larvas no solo, após isso, esse inseto se transforma em uma outra estrutura chamada pupa. Esse estágio, parecido como um casulo, pode permanecer em inércia durante seis meses (a depender do clima) esperando somente o indicativo da chuva para perceber que está na hora de se transformar em um besouro.

Depois de passar um ano como lavar nas plantações, seis meses como pupa, eles finalmente se tornam adultos no fim da estação da seca, e tudo isso para fazem sexo. Isso mesmo, após atingirem a sua maturidade, os insetos saem em busca de parceiros para se reproduzir e são atraídos pelas luzes das casas e dos postes da cidade, próxima as plantações.

Queimaduras causadas pelo besouro :

É bem comum ver postagens no facebook e vídeos no youtube, de pessoas mostrando que foram queimadas por esses insetos. Mas o que de fato acontece quando esses besouros entram em contato com a pele humana e quais medidas tomar após sofrer uma queimadura causada por ele ?

Quando um besouro da família Meloidae entra em contato com a pele humana elas soltam uma substância chamada Cataridina, que são fluidos que ficam armazenados em suas articulações.

Ao se sentirem ameaçados, eles soltam essa substância, causando Dermatite de Contato, aparecendo na pele Vesicação (irritação) ou bolhas parecidas com calos d’águas, que incomodam muito, com muita dor e queimação no local. Podem deixar marcas e cicatrizes. Os adultos de algumas espécies podem secretar substância cáustica que produzem queimaduras na pele.

Uma outra espécie chamada, Paederus, também pode ocasionar uma reação alérgica muito grave na pele. Pois o besouro Paederus produz uma substância chamada pederina, uma amida cristalina de potente ação cáustica e vesicante. As sensações mais comuns são : ardor e o prurido. Além de causar vermelhidão na pele mais intensa e vesículas de menor tamanho que confluem e formam bolhas.

O que fazer e quais medicamentos tomar:

Como a exposição é de natureza química e os sintomas geralmente se resolvem com o tempo, o tratamento para queimadura do besouro cascudo ( potó) é tradicionalmente considerado paliativo. Se notado imediatamente (minutos após o esmagamento), as pessoas devem generosamente lavar a área exposta com sabão e água. Compressas úmidas ou fiapos podem ser aplicadas na área com o objetivo de diluir a concentração da toxina, além de proporcionar alívio da dor para queimação e prurido. Vários estudos mostraram que os corticosteróides tópicos são eficazes no alívio dos sintomas e do inchaço.

A administração intravenosa de esteróides é geralmente reservada para casos extremos, como exposição sistêmica ou exposição a regiões muito sensíveis, como os genitais. Foi demonstrado que a loção derivada do Sambucus ebulus acalma a coceira e diminui a inflamação resultante de erupções, bem como agiliza a resolução do sintoma. A eficácia da loção de calamina como alívio para a dermatite linear não foi conclusivamente demonstrada. Os colírios artificiais, incluindo gotas de Moisol, homatropina e soluções de ciprofloxacina / dexametasona são prescritos para casos que envolvem o olho.

Além dos remédios tópicos, os anti-histamínicos são comumente administrados para reduzir a resposta inflamatória à pederina. Em casos que incluem sintomas de dor de cabeça, febre e náusea, medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides e analgésicos são sugeridos para o alívio da dor em geral.Com o tratamento adequado, as lesões geralmente desaparecem em alguns dias a uma semana, dependendo da gravidade.

Veja Mais!

Fonte: Saúde e Natureza

Compartilhe rápido por aqui:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Encantos do Nordeste

© 2021