Início » Jovem com deficiência visual passa em primeiro lugar na UFPI

Jovem com deficiência visual passa em primeiro lugar na UFPI

Neste último sábado(17), uma história de superação e motivacional tem sido compartilhada por vários internautas nas redes sociais. Se trata da jovem, Maria Gabriela, de 18 anos. Ela nasceu com dificuldades de enxergar, devido a uma doença visual, chamada glaucoma congênito. A jovem, mesmo com suas limitações, derrubou todos os obstáculos ao passar em primeiro lugar no curso de Direito da Universidade Federal de Piauí (UFPI).

Segundo a matéria do Metrópoles, a adolescente, mora na Zona Rural de Pimenteiras que fica a 260 km de Teresina. Maria sempre estou em escola pública, e sempre foi incentiva por sua mãe, Dona Juana Darc, que contou em entrevista que passou a buscar mais informações sobre educação inclusiva, para incentivar e ajudar no processo de educação da filha.

“foi muito difícil, pois sempre moramos na zona rural. Minha maior preocupação era como funcionava a educação inclusiva, mas fui buscando informações e apoio de professores. Me capacitei por conta própria e depois tentei convencer a escola a ser inclusiva, capacitando professores e deixando a escola acessível”.

Joana Darc, Mãe da Maria Gabriela.

Processo Seletivo

Maria Gabriela contou que quando fez o Exame Nacional do Ensino Médio, ela consegui uma nota excelente de 940 na redação. Isso fez com ela passasse em primeiro lugar no curso de Direito na cota de deficientes visuais. A jovem também informou que teve que se debruçar em cima dos estudos durante horas e que pesquisou algumas ferramentas para auxila-la na aprendizagem.

“A minha escola não tinha muito suporte até 2019, que foi o ano que terminei o ensino médio. Não tive aulas de redação nem conteúdo focado para a redação do Enem. Foi só em 2020 que foquei em aulas na internet, uma plataforma para correção da redação, vídeos no YouTube e estudando sozinha. A tecnologia foi minha aliada”.

Maria Gabriela.

Um novo desafio

Depois de tantas conquistas, a nova estudante do curso de Direito, terá que superar um novo desafio. Ela terá que sair do seu Povoado, para sentir novos ares na região Teresinha que fica a 37 km de distancia.

“Vou ter que deixar meus pais e morar em Teresina com a minha irmã. Terei que andar com as próprias pernas, estou assustada, mas feliz com esse novo mundo que vou ter que desvendar”

Maria

VejaMais!
Fonte : Metrópoles

Compartilhe rápido por aqui:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Encantos do Nordeste

© 2021