Início » Caramujo Gigante Africano (Cuidado!)

Caramujo Gigante Africano (Cuidado!)

O equilíbrio ambiental é algo muito importante principalmente nos nossos dias. Além de alterações diretas pelo ser humano como desmatamento e outras ações.

Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), espécies invasoras são o segundo maior risco para a biodiversidade no mundo.

O caramujo africano é um molusco enorme, terrestre e pode atingir até 15 centímetros de comprimento. Chegou ao Brasil ilegalmente na década de 80, por meio de uma feira agropecuária, como uma alternativa mais barata ao escargot. Na África era muito consumido devido a seus valores nutricionais, mas no brasil foi jogado na natureza de forma irresponsável.

A grande quantidade de caramujos africanos no Brasil

Isso acontece particularmente devido ao seu grande potencial biótico, embora herbívoros, eles são muito vorazes e comem de tudo. Apenas um caramujo coloca cerca de 200 ovos e pode se reproduzir mais de uma vez por ano.

Risco à saúde da população

Muito perigoso devido a transmitir os vermes que causam a meningite eosinofílica, O Angiostrongylus costaricencis, e da angiostrongilíase abdominal, o Angiostrongylus cantonensis.

Quando entra, o verme da meningite eosinofílica afeta o sistema nervoso central e causa inflamação das meninges (as membranas finas que envolvem o cérebro). Os sintomas são dores de cabeça muito fortes e enrijecimento do pescoço. Pode causar cegueira, paralisia e levar ao óbito.

Já a angiostrongilíase abdominal, tem os sintomas semelhantes ao da apendicite, que são febre, dores abdominais, falta de apetite e vômitos. E pode acarretar em uma perfuração do estômago, causando hemorragia interna, infecção e até morte.

Por isso tome muito cuidado para higienizar bem frutas, verduras e legumes. Um fator preocupante é que é possível ser contaminado tocando ou pisando na concha deste animal, devido ao muco produzido, que faz uma cobertura na concha.

É altamente recomendável que ao ver um caramujo gigante africano que se busque imediatamente contato com o Ibama de sua cidade, e nunca toque nem chegue perto desse molusco. Jogar sal não resolve, pois os ovos continuam vivos.

Veja Mais!

Fonte: Saúde e Natureza

Compartilhe rápido por aqui:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Encantos do Nordeste

© 2021