Início » Entenda o que é a sinusite

Entenda o que é a sinusite

A sinusite é uma inflamação da mucosa dos seios da face que fica localizada na região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. Os sintomas costumam ser dores de cabeça, coriza (corrimento nasal), sensação de peso no rosto e dor forte e pulsátil na região entre os olhos.

Qualquer fator que atrapalhe a correta drenagem de secreção dos seios da face estimula a sinusite, como por exemplo, uma infecção, quadro alérgico ou alterações anatômicas. É muito comum durante as crises de gripe, pois, geralmente ela é provocada pelo vírus influenza.

Tipos de Sinusite

Sinusite Aguda

Quando os sintomas duram até 12 semanas. A dor de cabeça pode ser forte, em pontada, pulsátil ou com a sensação de pressão na cabeça. Essa dor costuma ocorrer na área do seio da face mais comprometido (seio frontal, maxilar, etmoidal e esfenoidal).

A obstrução nasal pode vir acompanhada de presença de secreção amarela ou esverdeada, sanguinolenta, causando dificuldade na respiração. Costumam estar presentes também sintomas como a febre, coriza, cansaço, tosse, dores musculares e perda de apetite.

Sinusite Crônica

Quando o inchaço e a inflamação dos seios nasais duram mais do que 12 semanas. Os sintomas são praticamente os mesmos da sinusite aguda, o que diferencia é a intensidade. Porém, a dor nos seios da face e febre podem estar ausentes nesse tipo.

A tosse costuma ser o sintoma preponderante, ocorrendo com maior frequência à noite e aumenta de intensidade quando a pessoa se deita, pois, o mecanismo de tosse é disparado por conta da secreção que escorre pela parte posterior das fossas nasais, irritando as vias aéreas. Os acessos de tosse também acontecem pela manhã, ao levantar, e diminuem de intensidade no decorrer do dia, podendo até desaparecer.

Causas

A sinusite pode ser causada por fatores alérgicos e também por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus. Exposição a determinados agente químicos e alterações na anatomia nasal ou dos seios da face também podem provocar as crises.

Há também os principais desencadeadores da rinopatia alérgica, como a poeira, choque térmico e cheiros ativos. Casos mais raros de sinusite podem apresentar a presença de um tumor.

Principais sintomas

– Obstrução nasal;

– Secreção nasal;

– Pressão ou dor facial;

– Dor de cabeça, que pode se espalhar para os olhos e nariz;

– Dor de garganta;

– Perda de olfato e gosto;

– Mau hálito;

– Tosse que piora à noite;

– Dor de ouvido;

– Dores no maxilar superior e dentes;

– Fadiga ou irritabilidade;

– Náusea.

Sinusite x Rinite

A diferença entre a sinusite e rinite não é muito conhecida e, por isso, muitas pessoas acabam confundindo as duas doenças. Basicamente, os sintomas da sinusite se espelham para os seios da face (cavidade dentro do rosto que armazenam ar e ficam nas maçãs do rosto, atrás dos olhos e no centro da testa). A sinusite pode causar secreções com coloração no nariz, tosse, pressão na face e obstrução das vias nasais.

Por outro lado, a rinite ataca apenas o nariz. Seus principais sintomas são espirros, coriza, coceira no nariz e nariz entupido.

Diagnóstico

O diagnóstico da sinusite é realizado por um otorrinolaringologista e é essencialmente clínico, ou seja, somente pela conversa com o médico e o exame físico geral, já é possível detectar a maioria dos diagnósticos. Esse exame físico é feito através da palpação dos seios nasais para avaliar a sensibilidade nessa região.

Porém, alguns exames também podem ajudar no diagnóstico de sinusite:

Endoscopia nasal: introdução de um tubo fino e flexível (endoscópio) pelo nariz, possibilitando a visualização das cavidades nasais. Pode identificar outras causas, como os pólipos nasais.

Tomografia computadorizada: avaliação da presença de uma inflamação mais profunda ou uma obstrução física que pode não ser identificada com a endoscopia nasal.

Coleta de secreções nasais: é feito o recolhimento de uma pequena amostra das secreções e enviada ao laboratório para avaliação da presença de micro-organismos como bactérias ou vírus.

Teste de alergia: ajudam a identificar o alérgeno que pode ser responsável pela sinusite no paciente.

Tratamento

O tratamento pode ser feito com o uso de remédios prescritos pelo otorrinolaringologista, tais como os sprays nasais, remédios antigripais e os antibióticos orais. Há casos mais graves, como os casos de obstrução, que só é solucionado através da cirurgia endoscópica.

Existem também os tratamentos caseiros, como lavagem nasal com água e sal ou soro fisiológico e as inalações a vapor que auxiliam na redução dos sintomas.

As informações contidas nesse site não substituem as orientações indicadas por um especialista. Consulte sempre seu médico.

Veja Mais!

Grupo: Gazeta Sul Bahia

Compartilhe rápido por aqui:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Encantos do Nordeste

© 2021